FEDERAÇÃO de entidades de pessoas com deficiência se reúnem em Maribondo

Notícias | AUTOR: jade | DATA: 31/05/2019 às 09h54

 

O anúncio do corte do repasse dos recursos, através da prefeitura de Maribondo, para a Associação dos Deficientes Físicos de Maribondo – ADEFIMAR, a qual funciona com um Centro Especializado em Reabilitação – CER nível II é motivo de indignação junto a Federação de Entidades de Pessoas com Deficiência do Estado de Alagoas – FEDEFAL. E para apoiar e buscar alternativas para solucionar a problemática a Federação realiza na manhã desta sexta-feira (31) uma reunião no Município. Participam deste encontro, representantes das associações dos municípios de Maceió, São Luiz do Quitunde, Joaquim Gomes, Pão de Açúcar, Atalaia, Olho D’água das Flores e Palmeira dos Índios.

O repasse dos recursos de acordo com a presidente da ADEFIMAR, Juraci Tenório, vem sendo feito regularmente durante 7 meses, porém desde abril o recurso foi suspenso. “A secretaria alega a falta de prestação de contas, mas isso não é verdade. Prestamos contas regularmente de acordo com a portaria que rege os Centros de Reabilitações, através do controle de avaliação das produções”, explicou Juraci.

 

Ao falar sobre o impasse entre o Município e a Associação de Maribondo o presidente da FEDEFAL , João Ferreira Lima, lamenta e diz que os gestores precisam enxergar a política de reabilitação dos CER’S de forma correta e não sair cortando recursos e prejudicando quem mais preciosa dos atendimentos. “A ADEFIMAR vem prestando um serviço de qualidade e de suma importância no que se refere à reabilitação das pessoas com deficiência do Município, como também, dos municípios circunvizinhos”, ressaltou João Ferreira.